Maior investimento da história em bolsas de ensino superior

O Governo do Estado bateu o recorde de investimentos em bolsas de ensino superior do Programa Uniedu em 2020, com R$ 221,7 milhões. O volume de recursos é 20% maior que os R$ 185,4 milhões executados em 2019 e 130% maior do que os R$ 96,6 milhões investidos em 2018.
Até agosto, o programa já concedeu 28.466 benefícios a alunos de graduação e 1.344 a alunos de pós-graduação.

R$ 100 milhões para transporte escolar em 2020

Os municípios catarinenses receberão R$ 100 milhões para custeio do transporte e manutenção dos ônibus escolares em 2020. O valor é 11% mais alto do que o repassado em 2019.

As cidades com Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) mais baixo receberão 50% a mais neste ano. O objetivo do Governo é atender de forma mais direta as cidades que têm maior número de alunos em comunidades carentes para possibilitar que mais estudantes cheguem à escola com conforto.

Mais recursos para o transporte escolar do Meio-Oeste

Foram repassados R$ 10,5 milhões para subsídio do transporte escolar para a região de Videira, Campos Novos, Caçador e Curitibanos. O recurso contempla 27 municípios e beneficia 6.380 alunos. Do total de cidades, 12 estão na condição de baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e receberão um valor 50% maior do que os demais municípios.

Uma ferramenta para monitorar mais de 250 metas por indicadores

Diminuir a evasão escolar, reduzir a mortalidade infantil, aumentar a transformação de serviços em canais digitais, coibir a violência doméstica, fortalecer o atendimento aos municípios e diminuir a burocracia na abertura de empresas. Esses são alguns dos mais de 250 objetivos para os quais o Governo de Santa Catarina está criando metas que deverão ser alcançadas pelos gestores de todas as áreas da administração pública estadual.

Em dois anos, R$ 400 milhões para bolsas universitárias

Bolsas para o ensino superior? Temos! O Governo do Estado já investiu aproximadamente R$ 200 milhões em 2019 pelo Programa de Bolsas Universitárias de Santa Catarina (Uniedu), e já garantiu mais R$ 206 milhões para 2020. No total, serão mais de R$ 400 milhões aplicados nos dois anos. O Governo de Santa Catarina também estabeleceu regras para dar mais transparência e aumentar a eficiência da aplicação dos recursos.

Minha Nova Escola: a Educação está recebendo o maior investimento da história

O programa Minha Nova Escola vai destinar R$ 1,2 bilhão para melhorar a qualidade de ensino às nossas crianças e jovens. É o maior investimento já realizado na educação em Santa Catarina. O valor inclui obras e reformas nas escolas da rede estadual, compra de notebooks, tablets e computadores, reforço no transporte escolar e qualificação dos professores. Todas as 1.071 escolas da rede estadual receberão algum tipo de melhoria.

Minha Nova Escola: R$ 888 milhões em investimentos para obras e manutenções

Nos últimos 30 anos, o investimento na infraestrutura das escolas sempre ficou muito aquém do suficiente. É hora de dar um basta. O Programa Minha Nova Escola prevê uma injeção de recursos na área. Serão R$ 888,4 milhões investidos em obras e manutenções nas unidades de ensino catarinenses. Todas as 1.071 escolas da rede estadual receberão investimento em infraestrutura até 2022.

Minha Nova Escola: R$ 92,1 milhões para equipamentos de tecnologia

Quando se fala em educação inovadora, a intenção é clara: fazer com que o aluno mantenha o interesse naquilo que é ensinado em sala de aula. Para isso, a Secretaria de Educação quer avançar com o conceito dos laboratórios de tecnologia, de modo a substituir as antigas salas de informática. Lousas digitais, conexão com a internet sem fio e um kit digital — carrinhos equipados com tablets e notebooks — são o primeiro passo em busca dessa realidade.

Minha Nova Escola: quase R$ 100 milhões para capacitação de professores

Pensando na qualificação do docente da rede estadual, o programa Minha Nova Escola, do Governo do Estado, prevê R$ 99,5 milhões de investimentos para cursos de qualificação e formação. As iniciativas preparam o educador para a nova educação que se apresenta em Santa Catarina, com o ensino médio integral, a adoção de um novo currículo base, e uma escola mais inovadora, que dá ao aluno uma formação contextualizada com a realidade.

Minha Nova Escola: mais agilidade para os pequenos reparos

E se os diretores das escolas não precisassem esperar por um longo processo burocrático para contratar profissionais que façam pequenos reparos nas escolas? O Governo de Santa Catarina pensou nisso e criou um cartão para agilizar esses trabalhos, batizado de Cartão de Pagamentos do Estado de Santa Catarina (CPESC). Assim, o problema é resolvido no início, antes que se agrave e demande uma grande reforma.

Estudantes da rede estadual serão qualificados para a tecnologia

A partir de 2020, até 500 vagas em cursos gratuitos relacionados à inovação e tecnologia serão oferecidas aos alunos da redes estadual de ensino, como resultado de uma parceria entre as secretarias de Educação e Desenvolvimento Econômico Sustentável com a Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE). Os cursos serão ministrados no contraturno escolar.

R$ 365 milhões para a educação especial

A educação especial de Santa Catarina vai receber um investimento de R$ 365 milhões em 2020. Os valores serão repassados para as 224 instituições parceiras da Fundação Catarinense de Educação Especial (FCEE) e beneficiarão aproximadamente 21 mil alunos. O modelo catarinense de parceria com instituições especializadas é um exemplo para o Brasil,

Inteligência de dados na gestão da Educação

A Secretaria de Estado da Educação desenvolveu um sistema que concentra os dados da rede de ensino dos mais de 520 mil alunos, das 1.071 escolas do e proporciona um suporte valioso à tomada de decisões. O sistema de inteligência de dados garante maior segurança no planejamento estratégico e ajuda a lidar, por exemplo, com os índices educacionais que demandem maior atenção.

Transporte escolar está mais seguro e confortável

Em 2019, o Governo de Santa Catarina está repassando R$ 96 milhões aos municípios para o custeio do transporte escolar. Além disso, o ensino básico ganhou o reforço de 116 novos ônibus escolares em 2019. Os veículos foram adquiridos por meio do Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação (FNDE), autarquia vinculada ao Ministério da Educação (MEC), com R$ 22 milhões destinados por emenda da bancada parlamentar catarinense.

Udesc entra para um dos principais rankings de melhores universidades do mundo

A Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) aparece pela primeira vez no ranking das melhores universidades do mundo, o THE (Times Higher Education). No levantamento deste ano, liderado pela britânica Universidade de Oxford, foram avaliadas 1.396 universidades de 92 países. O levantamento é elaborado a partir de 13 indicadores que abordam cinco dimensões: ensino, pesquisa, citações de artigos científicos, transferência de tecnologia e internacionalização.

Maior coordenação para emendas parlamentares

Desde setembro de 2019, o Governo do Estado oferece aos deputados federais um Caderno Digital de Emendas Parlamentares, com projetos aptos a receberem recursos destinados pelos representantes de Santa Catarina no Congresso Nacional. O Caderno Digital foi lançado já com 356 projetos cadastrados, estimados em R$ 580 milhões, distribuídos nas mais diferentes áreas como Segurança Pública, Saúde, Desenvolvimento Social, Educação, Saúde, Transporte e Agricultura.

Educação terá reforço de 2 mil novos profissionais efetivos

O Governo de Santa Catarina chamará, ainda em 2019, 2 mil profissionais da educação já aprovados em concurso público para reforçar a qualidade de ensino a partir do ano que vem. São 1,5 mil novos professores e 500 assistentes e especialistas em assuntos educacionais. O aporte adicional de recursos para pagamento da folha será de aproximadamente R$ 46 milhões ao ano.

Mais servidores para as áreas essenciais

Na segurança, na educação e na infraestrutura o número de efetivos está aumentando. Foram efetivados 911 professores, chamados 34 novos delegados de Polícia Civil, 21 agentes de segurança socioeducativa e 37 engenheiros.

Ressocialização de presos em Santa Catarina é referência nacional

Considerado modelo na reabilitação social e econômica de presos no Brasil, o sistema prisional de SC tem 6,5 mil presos trabalhando e outros 8,8 mil em alguma atividade educacional, sendo que destes 5,2 mil estão no projeto Despertar pela Leitura e outros 3,6 mil no Ensino para Jovens e Adultos (EJA). Um dos destaques do sistema prisional é o Fundo Rotativo, mecanismo que no ano passado resultou no retorno de R$ 24 milhões para os cofres públicos, valor totalmente reinvestido nas unidades.

Trabalho para aumentar a presença global

O Governo de Santa Catarina vem recebendo representantes de diversos países para discutir assuntos de interesse do Estado, como educação, investimentos internacionais e intercâmbio de tecnologias. O objetivo é trabalhar de forma mais proativa para ampliar a presença catarinense no exterior e, ao mesmo tempo, trazer capital e tecnologia estrangeiros para promover desenvolvimento econômico e qualidade de vida. Esse esforço é liderado pela Secretaria Executiva de Articulação Internacional.

Agosto Lilás

Para levar o debate a respeito da violência doméstica à área rural, escolas, presídios, centros de atendimento socioeducativo, unidades de saúde e promover a conscientização em todos os municípios, o Governo do Estado lançou a campanha Agosto Lilás. Com isso, o aparelho estadual, de forma integrada, atuou para conscientizar a população e buscar a reversão de índices negativos. Um dos resultados foi a criação do portal Santa Catarina por Elas, que reúne todas as informações necessárias e acesso facilitado aos principais serviços voltados às vítimas de violência doméstica.

Governo lança laboratório de inovação e se conecta com startups

O Governo de Santa Catarina se aproxima de startups em busca de mais soluções tecnológicas para dar eficiência à administração pública e agilizar e qualificar serviços para os catarinenses, graças ao Programa de Inovação Aberta. A iniciativa contará com um Laboratório de Inovação (Nidus) na sede da Associação Catarinense de Tecnologia (Acate), em Florianópolis. A Polícia Militar de Santa Catarina é o primeiro órgão a atuar no Nidus.