Mais rapidez na hora de abrir empresa

O Governo de Santa Catarina lançou o Registro Automático para abertura de empresas. Com a novidade, o tempo médio do processo para algumas atividades passou de 40 para apenas cinco minutos. Nesta primeira etapa, o serviço digital foi disponibilizado para Empresário Individual (EI), Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI) e Responsabilidade Limitada (LTDA). Assim, com alguns cliques e em qualquer horário do dia é possível começar um negócio em Santa Catarina.

Santa Catarina é o primeiro Estado a dar segurança jurídica quanto à tributação de bens digitais

As empresas que trabalham com bens digitais em Santa Catarina já contam com segurança jurídica para continuar investindo e gerando empregos. O Estado foi o primeiro do Brasil a estabelecer, em lei, critérios para o ICMS nas operações com bens digitais. As entidades representativas do setor contribuíram para a viabilização do projeto. Hoje, a participação do setor de tecnologia no PIB catarinense é superior a 5%, com faturamento de aproximadamente R$ 15 bilhões ao ano.

Trabalho para aumentar a presença global

O Governo de Santa Catarina vem recebendo representantes de diversos países para discutir assuntos de interesse do Estado, como educação, investimentos internacionais e intercâmbio de tecnologias. O objetivo é trabalhar de forma mais proativa para ampliar a presença catarinense no exterior e, ao mesmo tempo, trazer capital e tecnologia estrangeiros para promover desenvolvimento econômico e qualidade de vida. Esse esforço é liderado pela Secretaria Executiva de Articulação Internacional.

Menor desemprego do Brasil – e diminuindo

Quando o assunto é geração de empregos, Santa Catarina vai muito bem. O estado reduziu para 5,3% a taxa de desocupação, consolidando-se com o menor índice do país.

O ano de 2019 foi o melhor da década na geração de empregos

O ano de 2019 fechou com o melhor resultado da década na geração de empregos em Santa Catarina, com um saldo positivo de 71.406 contratações. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia.

Geração de empregos em alta

Santa Catarina tem batido sucessivos recordes na geração de empregos em 2019. Até outubro, o estado já havia gerado 85.018 empregos com carteira assinada, resultado 55% superior ao registrado no mesmo período do ano anterior, e o melhor desde 2013.

Boletim mensal facilita leitura de dados e análises indicadores econômicos de SC

Desde março de 2019, os principais indicadores econômicos de Santa Catarina estão disponíveis mensalmente para a sociedade de maneira clara e objetiva em um Boletim de Indicadores Econômico-Fiscais, elaborado pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE). O relatório reúne informações mais recentes estatísticas econômicas oficiais, abrangendo informações sobre balança comercial, produção agrícola, industrial, volume de vendas e receitas do comércio, número de empresas constituídas e baixadas em SC e consumo de energia elétrica.

Estadualizado, Terminal Pesqueiro de Laguna ganha mais investimentos

O Governo do Estado assumiu a gestão do local do Terminal Pesqueiro de Laguna, por meio da SCPAR, e assegurou R$ 4 milhões em investimentos para a estrutura. A principal medida será a dragagem do canal de atração e da bacia de evolução, além de melhorias na fábrica de gelo, que operava com apenas 40% de sua capacidade, e a aquisição de duas “marrecas”,  equipamentos que facilitam a descarga do peixe e reduzem o tempo de trabalho quase pela metade.

Mais de R$ 21 milhões concedidos pelo Juro Zero

O Programa Juro Zero, que se tornou referência para cidades e estados, já realizou mais de R$ 21,2 milhões em concessões até agosto de 2019, em 7.130 operações. O programa tem o objetivo de incentivar o empreendedorismo apoiando a base da economia catarinense onde.

Aumento de 4,96% no salário mínimo regional de SC

O salário mínimo regional de Santa Catarina deve ter um reajuste médio de 4,96%, retroativos a 1º de janeiro de 2020. Assim, os novos mínimos para as quatro faixas passam a ser de  R$ 1.215, R$ 1.260, R$ 1.331 e R$ 1.391. O projeto já foi encaminhado à Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Em 2019, o reajuste médio havia sido de 4,29%.